20 Fatos Divertidos sobre o Rock and Roll

Por Erick Silva, jornalista

 

Rock’n roll também é (muita) diversão, e isso se traduz tanto nos palcos, quanto fora deles. Algumas histórias de bastidores são verdadeiramente divertidas, inusitadas e até constrangedoras (mas, ainda assim, divertidas).

Então, conheça, agora, 20 fatos que você, provavelmente, não conhecia sobre o estilo.

Let Roll!

 

  1. O inusitado emprego anterior do agente de Elvis

Imagine você ser o empresário de uma das maiores lendas da música de todos os tempos? Pois, foi isso mesmo o que Tom Parker fez entre os anos de 1955 e 1977, agenciar ninguém mais, ninguém menos do que Elvis Presley, o Rei, o Mito, o Cara.

Porém, bem antes de ter Elvis como seu pupilo, o controverso empresário trabalhava num circo, de onde tiraram várias lendas inusitadas, desde que ele pintava pardais de amarelo e os vendia como canários, até que ele tinha um espetáculo de perus dançantes (colocando-os sobre uma chapa de ferro quente aquecida por uma resistência elétrica)(!!!).

 

  1. Estranha proteção para o microfone de Lennon

Durante as gravações do hit “Yellow Submarine”, em 1966, John Lennon chegou ao cúmulo de usar uma camisinha no seu microfone para se proteger de choques elétricos, enquanto cantava embaixo d’água.

A intenção era produzir o som mais inusitado possível, mas, Lennon nunca chegou a usar essa gravação em disco.

Ainda bem!

 

  1. Participação bizarra em disco

Ok que o rock é cheio de excentricidades, porém, durante a gravação do álbum “Rings Around the World”, o Super Fury Animals convidou o mega pop star Paul McCartney para participar da faixa “Receptacle for the Respectable”.

A contribuição de Sir MacCartney? Mastigar aipo durante a gravação da canção.

Bem…

 

  1. O primeiro brasileiro a gravar um rock’n roll era da MPB

Muitos podem achar que Raul Seixas ou os Mutantes foram pioneiros dentro do rock brazuca. É verdade que inventaram muita coisa usada até hoje, de fato, mas, não é deles o mérito de ter gravado o primeiro rock tupiniquim. Nem da Jovem Guarda. O mérito vai todo para (acreditem se quiserem) Cauby Peixoto.

Em 1957, ele gravou “Rock and Roll em Copacabana”, considerado o primeiro tema brasileiro de rock cantado em português.

 

  1. O começo da quebradeira

O The Who ficou imortalizado por conta de suas apresentações empolgantes e energéticas, principalmente, pelo fato do guitarrista Pete Townshed sempre estraçalhar o seu instrumento no final dos shows. Mas, como surgiu esse, digamos, “hábito”?

Logo no começo da carreira da banda, em um dos seus primeiros shows, Townshed atingiu sem querer o teto do lugar com o braço da sua guitarra, o que fez o público delirar. Querendo repetir o feito, acabou quebrando o braço do instrumento, e, pra quebrar o gelo da plateia, que estava em silêncio, resolveu terminar de quebrar tudo, virando uma lenda a partir dali.

 

  1. Rodolfo, dos Raimundos, grava música após se “persuadido”

Os Raimundos sempre foram uma banda debochada, mas, parece que até o seu antigo vocalista, Rodolfo, tinha certos “pudores”. Logo no primeiro disco, por exemplo, lançado em 1994, ele não queria gravar a música “Selim”, por achar a letra idiota demais.

Foi devidamente convencido pelo produtor Carlos Eduardo Miranda após este prometer que a canção teria a participação de ninguém menos do que Falcão, o mítico cantor brega.

Maldade…

 

  1. A Globo é do metal!

Aceitem: o termo “metaleiro” foi inventado (ou, se não inventado, pelo menos, popularizado) pela Rede Globo, durante a primeira edição do Rock in Rio. O termo, é claro, fazia menção aos fãs ardorosos de heavy metal.

Yeah!

 

  1. Nome improvisado

Quando ainda não tinham um nome para o grupo, o Ultraje a Rigor foi tocar numa casa de shows, porém, o dono do local queria saber o nome dela. Leospa, que na época era o baterista, olhou para uma mesa no bar, e eis que estava lá uma embalagem de pimenta malagueta.

Sem hesitar, Leospa disse que o nome da banda era Pimenta Malagueta!

 

  1. Os figurinos “extravagantes” de Elton John

É verdade que Elton John, hoje, faz uma música pop sem o menor carisma, mas, também é verdade que nos anos 70 ele fazia canções bem mais energéticas e orgânicas, mais puxadas para o glam rock. E, foi a partir dessa época que ele adotou um figurino inusitado em muitos de seus shows.

Por exemplo, em 1980, ele se apresentou no Central Park, cantando e tocando “Your Song”, vestido de Pato Donald. Anos depois, para uma plateia de Sidney, na Austrália, ele se apresentou vestido de Tina Turner, num show que se converteu no disco ao vivo “Live in Australia with the Melbourne Symphony Orchestra”, lançado em 1986.

 

  1. Animais exóticos

Slash, lendário guitarrista do Guns N’Roses, já teve nada mais, nada menos, do que 100 serpentes de estimação!

Eu, hein…

 

  1. Não somos vilões!

No ano de 1978, os integrantes do Kiss foram convidados para participarem do musical “Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band”. Eles seriam os vilões da história. No entanto, a banda voltou atrás, e recusou o convite, pois, segundo eles, isso mancharia a imagem heroica que a banda tinha. Foram então, substituídos pelo Aerosmith.

 

  1. A “persistência” de Ozzy

Que o patriarca da família Osbourne é louco, todos nós sabemos, mas, teve uma ocasião em que Le saiu de cãs vestido de mulher para beber. Isso porque a sua esposa, Sharon, havia escondido todas as roupas dele para impedir que ele saísse de casa.

 

  1. Origem caseira para o nome da banda

Os irmãos Angus e Malcolm Young foram buscar o nome de sua banda da maneira mais inusitada possível: na máquina de costura da irmã deles, que tinha a inscrição AC/DC (corrente alternada/corrente contínua, que indica que o aparelho funciona tanto na tomada quanto com bateria).

 

  1. Participação “especial”

Jon Bon Jovi (acreditem!) já participou da novela adolescente “Malhação”. Isso aconteceu em 1997, numa visita do músico ao Brasil, e ele contracenou, na época, com uma iniciante Luana Piovani.

 

  1. Babá famosa

Vejam só: a cantora Cher chegou a ser babá de Anthony Kiedis, vocalista do Red Hot Chili Peppers!

 

  1. Uma banda, literalmente, “viajada”

Em 2013, o Metallica, ao se apresentar na Antártica, tornou-se a primeira banda do mundo a fazer shows em todos os continentes.

 

  1.  Banda animada

O Kiss sempre teve cara de desenho animado. Nada mais justo, então, do que participarem de um, o que aconteceu no desenho do Scooby-Doo. A divertida aparição ocorreu em duas ocasiões: no episódio “What’s New, Scooby-Doo?” e no filme “Scooby-Doo! and Kiss: Rock and Roll Mystery”.

 

  1. “I Don’t” pra tudo o quanto é lado

Os Ramones são bastante acusados de não terem criatividade para o título de suas canções. Em parte, não deixa de ser verdade, já que as 4 primeiras músicas compostas por eles tinham a expressão “I Don’t“: “I Don’t Get Involved With You“, “I Don’t Wanna Go Down To The Basement“, “I Don’t Wanna Walk Around With You” e “I Don’t Wanna Be Learned, I Don’t Wanna Be Tamed”.

 

  1. De um quase roubo, nasceu uma banda

Alex Kapranos e Nick McCarthy, integrantes do Franz Ferdinand, ficam conhecidos de uma maneira um tanto “peculiar”: McCarthy tentou roubar a bebida de Kapranos em uma festa em Glasgow em 2001.

 

  1. Contrato é contrato

Durante o primeiro Rock in Rio, os organizadores do festival ficaram com receio de que Ozzy Osbourne abocanhasse algum morcego ou outro animal do tipo no palco (seguro morreu de velho, né?). Por isso, fizeram o “madman” assinar um contrato em que ele estava proibido de comer qualquer animal vivo durante o show!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *